Buscar

Poética

Atualizado: 15 de set. de 2018



Após diversas leituras do texto verbal, as imagens vão sendo construídas num contante exercício de interpretação e reinterpretação da história, buscando revelar outras possibilidades de leitura que não se manifestam necessariamente nas palavras, como reflexos da infância, imagens de uma infância sonhada, ou ainda, lembranças de uma infância vivida. Mesmo tendo a história um começo, meio e fim, quero que o leitor em algns momentos se perca e se deixe levar pelas imagens, pelas incertezas e pelo inesperado, de forma que essas imagens reverberem e gerem novas lembranças e acolham emoções.


“Quero que as ilustrações despertem a curiosidade dos leitores e assim eles sintam o desejo de entrar nas páginas, aos pouquinhos, até que se sintam confortáveis a acolhidos para mergulhar e lá se deixem levar, se perder e se encontrar, num tempo que é próprio do livro e da história de cada um.”



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo